domingo, 14 de dezembro de 2014

USHUAIA 2014, 1-RESUMO INICIAL

Postagem nº 1-RESUMO INICIAL

Todas as postagens (onde poderão ser vistas as FOTOS)...

PARTICIPANTES...
  • Clovis Ferreira de Dourado-SP-Brasil, 72 anos, Shadow 2011.
  • Sandro Custódio (eu) de Santana do Livramento-RS-Brasil, 43 anos, Shadow 2006
  • Seu Coraza de Melo-Cerro Largo-Uruguay, 57 anos, Falcon.
  • Martin Piraña e Claudia Berni de Melo-Cerro Largo-Uruguay, na casa dos 30 anos, HD 1200.


SAÍDA(s)...

Saida do Clovis de SP: Dia 02/nov, em direção ao evento em Piratini-RS, para um tipo de moto encontro, só que pequeno e aconchegante, onde se encontrou com o Seu Coraza e depois foi para Melo passar mais uns dias.
Saída do grupo: 12/nov/2014, simultaneamente de Melo e de Santana do Livramento, se encontrando em Tacuarembó, Uruguay.
Distância aprox.: entre 9500 e 10.000 Km, dependendo de cada caso... e o Clovis, certamente mais de 12.000 Km. (na minha máquina foram exatos 9.516 Km, 4.507 de ida e 5.009 de volta)

Chegadas: Entre 09 e 13/dez. Foram de 28 a 40 dias fora de casa. Ou seja, cada um de nós passou 1 mês fora de casa.

O VENTO...

Km de Vento forte (acima do normal para a Patagônia):
  • Comandante Luiz Piedra Buena-Rio Gallegos-San Sebastián, 595 Km;
  • Ushuaia-Rio Grande- Porvenir-Punta Arenas, 485 Km;
  • Punta Arenas-Rio Gallegos, 260 Km;
  • Rio Gallegos-El Calafate-Comandante Luiz Piedra Buena, 595 Km;
  • Total aproximado, 1500 Km.
Mas se somarmos todo o vento lateral que pegamos, passamos de largo os 2000 Km, pois chegamos a "encher o saco" de tanto pegar vento (forte)...
No entanto, a quantidade de quilometros que pegamos vento não foi tão relevante, mas sim os momentos em que ele, o vento, personagem principal, nos forçou a parar por horas (2 vezes) ou a cancelar o trecho do dia (1 vez), totalizando uns 2 dias inteiros perdidos por conta do vento muito forte. Claro que acabamos aproveitando, e bem, esse tempo. Entretanto, em termos de km percorridos, foi tempo perdido, o que alterou nosso roteiro. DICA: Na hora de planejar sua viagem sempre coloque uns dias a mais, pois aqui, digo, "alí" na Patagônia Sur, quem manda é a natureza. Já a partir de Piedrabuena o vento vai acalmando aos poucos, gradativamente, o que nos permitiu, pelo menos, seguir viagem sem grandes atrasos.

O RÍPIO...

Mentira essa de apenas 70 km de rípio... os 70 km em questão são ruins segundo nos relataram e apenas as big trail conseguem passar as barreiras de rípio que separam o rípio (meio solto) da estrada quase pronta ao lado.
Acabamos dobrando em Monte Sombrero e pegando 110 km de rípio firme, dica dos caminhoneiros e de outro blogueiro, onde andamos entre 40 e 70 km/h, e onde as big trail chegam a 100 km/h.
E voltamos por Porvenir fazendo 160 km de rípio firme, mas com laterais de pedras soltas, que as rodas dos veículos atiram para o lado e para o meio, valeu a pena pelo visual da estrada para Porvenir e pelo convívio que tivemos com o pessoal de lá, muito bom. (Foi lá que comi Salmão com Sentoya caseiro, um espetáculo!) DICA: A balsa p/Punta Arenas sai as 14h. E sai de Punta Arenas às 11h. Exceto 1 dia no mês, que faz mais horários.

SEPARAÇÃO ESTRATÉGICA...

Fomos juntos até uma parte do caminho... a 2 dias de chegar decidimos (principalmente eu, como "Capitão" do grupo) que Martin e Claudia deveriam ir na frente. Como eles eles já viajavam na frente dos demais e nos esperavam e quando em quando, foram muito úteis para ACOMPANHAR A RAQUEL, esposa do Clovis, que chegou de avião e graças a velocidade e juventude dos guris eles conseguiram chegar no prazo e a Claudia acompanhou a Raquel por um dia, enquanto eu e Coraza garantíamos a chegada do Clovis com segurança, no dia seguinte (levamos 1 dia a mais). Foi um belo trabalho de equipe, usando os talentos de cada um, inclusive do Clovis, que se revelou um estradeiro de verdade.

VOLTA SEPARADA...

Martin e Claudia resolveram voltar um pouco antes, o que já estava programado, e fazer outro caminho talvez. Com isso eu (Sandro), Clovis e Coraza voltamos com outro caminho e outro prazo.
Eu mesmo tentei nos últimos dias me adiantar e chegar antes para uma festa, mas já nas primeiras horas o cansaço acumulado quase me fez entrar na traseira de um caminhão e desisti da festa para me juntar novamente aos parceiros de estrada, Clovis e Coraza.

O MAIS IMPORTANTE: CLÓVIS E SEU SONHO...

Chegar a Ushuaia é sempre um desafio. Mas tínhamos, todos os demais, a missão de ajudar o Clovis, do alto dos seus 72 anos e sem experiência em viagens, principalmente nas longas, a realizar o sonho de chegar lá e que alimentava a 55 anos. E conseguiu não só chegar, como voltou rodando. Isto deu um brilho especial à viagem, a tal ponto que todos os outros objetivos ficaram definitivamente em segundo plano. Ficamos muito honrados em ajudar o colega a concretizar esse sonho.





5 comentários:

  1. Sandro, parabéns pela aventura.
    Qualquer dia apareço por ai.
    Grande abraço!!!!

    ResponderExcluir
  2. Valeu gurizada!
    E seria muito bom nos encontrarmos novamente!

    ResponderExcluir
  3. https://www.youtube.com/watch?v=EjpZazmM0R4&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  4. https://www.facebook.com/100009749461899/videos/175823342752647/

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, deixe seu comentário! (mas mantenha o respeito... comentários negativos feitos por usuários anônimos serão sumariamente apagados)